terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Com ou sem parêntese(s).


E tudo o que fica num abraço teu é (mais um menos) como um grande parêntese que se tira (ou que se ganha?) da realidade. O aconchego de uns braços sem fim, o silêncio e a calma de quem não te quer deixar ir, nunca mais, para longe. Ao reler a frase anterior fiquei na dúvida se era mesmo a palavra calma que queria usar, porque esperamos sempre a impaciência da parte quem nos quer por perto (mesmo muito perto). Mas não, a verdade é que só a calma nos faz ficar. Só quando há (muita) calma é que sabemos que é hora de respirar (bem) fundo, parar e, sem medo, ficar.
Dream cate

4 comentários :

  1. E não foi nada aborrecido mesmo, adorei ler e ver como utilizaste essas ferramentas :)
    Beijinho, já estou a seguir o blog!

    http://goldentouch-byandreiaguerreiro.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Andreia! :) também comecei a seguir o teu.

      Beijinho

      Eliminar
  2. Olha que fixe eheh, :p
    Continua :P

    Beijinho
    http://wordsofsophie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. r: definitivamente não és mesmo a única a dispensar o carnaval! eheh

    ResponderEliminar

Copyright © 2014 DreamCate

Distributed By Blogger Templates | Designed By Darmowe dodatki na blogi