quinta-feira, 19 de março de 2015

A Despedida.


Ainda se lembram da novidade que vos dei na última sexta-feira? Pois é, mais um texto meu vai ser editado e hoje decidi partilhar convosco mais uma parte desse texto :) 
O resto têm que ler na colectânea, que tem lançamento previsto para Maio. 


«Não tenho bem a certeza do que te quero dizer, se é que quero mesmo dizer alguma coisa. Nem sei se devo esclarecer tudo de uma vez, talvez seja melhor deixar andar e esperar que um dia não precise de dizer nada. Que um dia olhemos um para um outro, mesmo sem nos vermos, e consigamos perceber porquê. Porquê?
Às vezes tenho a sensação de que nunca vou saber, de que por mais que tente, por mais que pense em tudo que o que aconteceu, nunca vou perceber. Mesmo quando tento reconstruir mentalmente cada passo, cada falha…parece que não faz sentido. Tu estavas lá, só para mim. Eu estava lá, só para ti. Era assim, tão fácil como parece não era? Era só dar as mãos, sorrir e continuar. Mas não foi assim.
Tenho a impressão que nunca mais demos as mãos como antes, que nunca mais senti a tua palma contra a minha como se me quisesses só para ti. E tenho a certeza de que nunca mais olhaste para mim, como quem me lê por dentro, que nunca mais estiveste apaixonado por mim em nenhum dos milhares de olhares que trocámos depois disso. Estavas sempre nostálgico como se me perguntasses a cada segundo, a cada pestanejar, o porquê de tudo aquilo. Porquê?
Sentia-te a cobrar uma resposta a cada momento que passava. Cada olhar era o despejar da raiva, do ressentimento e do desprezo…que querias sentir. Mas não sentias. Acho que isso era o pior de tudo para ti. Não sentir o mal que te fiz. Mesmo que não estivesses apaixonado de cada vez que me olhavas nos olhos, de todas as vezes que viravas costas, querias abraçar-me para sempre. A mim doía-me, terrivelmente, por saber que isso nunca iria acontecer. A ti, por saberes que era o que mais querias.
Nesses momentos sentia que nunca me ia perdoar e, pior do que isso, sabia que tu nunca me irias perdoar verdadeiramente. (...)»
Dream cate

4 comentários :

  1. r: Ainda bem querida, a ideia é mesmo deixar-vos curiosas e mostrar-vos novidades! :) beijinhos!

    ResponderEliminar
  2. Muitos parabéns, é sinal que tens talento :) beijinhos

    ocantinhodasestorias.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Patrícia! :) espero que continues a passar por cá!

      Beijinhos

      Eliminar

Copyright © 2014 DreamCate

Distributed By Blogger Templates | Designed By Darmowe dodatki na blogi