quinta-feira, 26 de março de 2015

“Em Busca das Borboletas” I Volume de Margarida Pizarro


Como já vos tinha dito, o primeiro livro que pedi à Chiado Editora foi o “Em Busca das Borboletas” de Margarida Pizarro. Acabou por não ser o primeiro a ser apresentado na Leitura em dia, mas hoje chegou a vez dele.

Vamos começar por ler a sinopse, sim?

Sinopse:
Maria Mendes é uma luso-americana apaixonada por moda que decide mudar-se para Nova Iorque em busca dos seus sonhos.
Inseparável das suas melhores amigas Joan e Alicia, Maria vive uma amizade com laços profundos impossíveis de ser quebrados, onde as suas vidas entrelaçam-se em momentos lindos e hilariantes.
O seu mundo aparentemente perfeito e de paz é alterado quando conhece o sexy e irresistível futuro candidato a Mayor, Dale Sloan. Sem conseguirem evitar, apaixonam-se perdidamente vivendo uma intensa história de amor. Mas as diferenças entre os seus mundos podem ameaçar a sua felicidade, manchando com dúvidas o futuro a dois que eles tanto ansiavam viver. Será que o amor vence todas as barreiras?
Um romance que nos faz entrar, ao mesmo tempo, no mundo mágico da moda e na realidade viciante da política americana.
Alegria, drama, acção, suspense, diversão, paixão e muito amor numa história mágica que nos leva a rir e a chorar.

Este livro foi, definitivamente, de encontro às minhas expectativas. Mal olhei para a capa e para o título pensei: eu tenho que ler este livro. Começando pelo título – que é muito bom – e passando pela história – que é deliciosa e faz as nossas próprias borboletas voar –, este livro tem os ingredientes necessários para cativar o leitor da primeira à última página.
A história tem como personagem principal a Maria Mendes, licenciada em Marketing, apaixonada por moda e pelas suas melhores amigas – a Alicia e a Joan. A vida dela começa a mudar quando vai trabalhar numa das mais importantes revistas de moda e muda completamente quando conhece Dale Sloan. Dale vai ser responsável pelas maiores aventuras das borboletas da Maria, que nunca mais serão as mesmas.
Uma das coisas que mais gostei no livro foi a forma como a autora conseguiu descrever as borboletas no estômago da personagem principal. Conseguiu dar-lhes vida própria e transmitir ao leitor todos os seus movimentos – em que velocidade se encontravam, ao som de que músicas se iam mexendo –, sendo quase impossível não irmos experienciando as emoções da personagem.
A autora refere não se sentir uma escritora, mas sim uma contadora de histórias; na verdade, qualquer uma das definições lhe assenta como uma luva. Consegue transmitir muito bem as emoções e criar um enredo que nos deixa sempre com vontade de ler mais um capítulo. E a forma como o livro termina só dá vontade de ir a correr comprar o II Volume (sim, já sabem qual é o próximo livro que vou apresentar por aqui)! 

Leiam este “Em Busca das Borboletas”, prometo que não se vão arrepender! :)
Dream cate

2 comentários :

  1. Já tinha alguma vontade de ler, agora é que fiquei mesmo :) Obrigada Catarina!!

    ResponderEliminar
  2. Já tenho este livro na lista dos que quero comprar. Tenho mesmo curiosidade!

    ResponderEliminar

Copyright © 2014 DreamCate

Distributed By Blogger Templates | Designed By Darmowe dodatki na blogi