terça-feira, 17 de março de 2015

Travessão seguido de vírgula e travessão isolado.


Não era a primeira vez que te sentavas ali – naquele banco –, enquanto fingias que não me vias e que a minha presença era desnecessária. Não era, definitivamente, a primeira vez – nem seria a última. Lembras-te de quantas vezes nos sentámos – ali -, quase lado a lado, sem nos falarmos? Eu confesso que perdi a conta – foram dias atrás de dias. Sabia que um dia ias ter coragem para olhares para mim e falares – já conseguia imaginar a tua voz. Só não conseguia imaginar o tempo que tinha que esperar por ti – e por mim –, quantos mais dias iriam passar até que o silêncio ficasse para trás e pudéssemos, finalmente, ser apresentados. Decidi esperar. Afinal, não é todos os dias que conhecemos alguém como tu.

5 comentários :

Copyright © 2014 DreamCate

Distributed By Blogger Templates | Designed By Darmowe dodatki na blogi